quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Segue construção da Escola de Música de Mãe Luiza

Segue a construção da sede da Escola de Música, projeto do Centro Sócio-pastoral que pretende criar uma banda filarmônica para o bairro de Mãe Luiza. A obra está sendo tocada, desde dezembro de 2016, por cerca de 13 operários da Andares Engenharia e concentrasse agora no isolamento acústico das salas já construídas no térreo e na construção de mais um andar acima da Escola Espaço Livre, local escolhido para construção do anexo.
A previsão é que a obra seja entregue o mais tardar em junho de 2017. A partir daí, as aulas de teoria e prática musical, ministrada pelos professores de música do projeto, que estão ocorrendo no prédio do Centro Sócio-pastoral, passarão para a sede oficial do projeto.






quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

II Seminário "Mãe Luiza lembra o seu passado e pensa o seu futuro"

Os membros do Fórum de Entidades de Mãe Luiza já estão se reunindo para preparar o II Seminário “Mãe Luiza Lembra o seu passado e pensa o seu futuro”, continuação do seminário anterior ocorrido em 2006 no qual a comunidade refletiu sobre projetos estratégicos para o seu desenvolvimento, alguns dos quais realizados, com a ajuda e colaboração de amigos do bairro e a participação da comunidade.  

 Representantes comunitários em reunião
A próxima reunião de  preparação será quinta-feira, 02 de março, às 19h, no Centro Sócio-pastoral Nossa senhora da Conceição. 
Ao longo desses encontros, está sendo acordada a agenda do evento, que ocorre de 25 à 28 de abril. Segue a proposta preliminar de agenda: Terça feira 25/04/2017
  • Documentário com dez minutos de duração sobre a evolução nos últimos dez anos
  • Mãe Luiza, como era e como é: Trabalho e conquistas. Qual o papel do Poder Público e da Comunidade nessa história e para o futuro?
Quarta feira 26/04/2017
  • O desafio de oferecer à juventude a educação formal (200 dias de atividade e professor em sala de aula) e atividades complementares?
Quinta feira 27/04/2017
  • A vida no bairro e propostas para o desenvolvimento econômico, cultural, urbano e humano. Como oferecer atividades em cultura, esporte e lazer à comunidade? O que ainda falta no bairro onde possamos ter uma vida digna?
Sexta feira 28/04/2017
  • O grupo coordenador apresentará uma síntese das discussões em suas linhas principais. A comunidade poderá ainda apresentar propostas.
  • Serão convidados dois debatedores de renome nacional para debate sobre as questões do desenvolvimento, da emancipação e da construção de um mundo melhor para todos.
  • O encerramento será aberto ao público e será divulgado para alcançar os movimentos sociais e comunitários da cidade, das instituições parceiras, arquitetos, jornalistas, etc.
  • Ao término da solenidade uma Carta com as principais propostas saídas do seminário será entregue aos representantes do governo do estado, da prefeitura e legislativos.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Colônia de férias movimenta a criançada no Arena do Morro

Começou nesta segunda-feira, 2, a colônia de férias "Brincando com Esporte". A ação está sendo  realizada pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) em parceria com o Centro Sócio-pastoral no ginásio poliesportivo Arena do Morro em Mãe Luiza.
A colônia de férias está atendendo crianças e jovens de 6 à 17 anos, que moram em Mãe Luiza, Rocas, Passo da Pátria e Cidade Alta.
Hoje, 3, aconteceu uma festiva abertura, confira nas fotos como foi:






terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Jornal Fala Mãe Luiza Impresso - Edição de Novembro/Dezembro de 2016

A edição de Novembro/Dezembro de 2016 já está circulando nos mercadinhos, escolas, igreja, unidade de saúde, no próprio Centro e em outros pontos da comunidade; e mantém a filosofia de trazer luz sobre os assuntos que são de interesse do bairro.  
Quem não é da comunidade, mas tem interesse em ler o boletim, pode acessá-lo em PDF aqui no blog na aba Edições do Fala Mãe Luiza em PDF.    
Se você acha interessante algo e gostaria de ver estampado nas páginas do jornal, pode entrar em contato conosco através dos diversos canais de comunicação: BlogFacebook, ou no e-mail: falamaeluiza@gmail.com.
 
 

sábado, 24 de dezembro de 2016

Um ano que se foi, desafios à frente



Ion de Andrade
O ano de 2016 se foi. Um ano difícil para o Brasil, do qual não nos esqueceremos tão cedo. O ano será lembrado pela derrubada da presidenta eleita, Dilma Rousseff. Será lembrado pela aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional que congelará por vinte anos os gastos da saúde e da educação. Terá sido o ano também em que a proposta de mudança na Previdência vai adiar a aposentadoria de milhões de brasileiros, fazendo com que muitos só possam recebê-la completa com mais de 70 anos. Finalmente 2016 será lembrado como o ano em que o salário mínimo terá deixado de crescer acima da inflação, pois os reajustes a partir de agora e por vinte anos, apenas seguirão a inflação, o que significa que estará congelado.
O atual governo, sem qualquer cerimônia, e sem ter apresentado esse programa ao povo, nas urnas, está passando a fatura do custo da crise do Brasil inteiramente para os mais pobres e para os assalariados. Os mais ricos, que detém mais da metade da renda nacional e pagam menos impostos que os assalariados, pois recebem lucros, que não são taxados na mesma proporção, vão ficar protegidos, poupados do que vai se abater sobre os mais pobres.
Porém a comunidade de Mãe Luiza no ano de 2016 teve alguns avanços, como o início das aulas de música para a criação da Filarmônica do bairro. Recebemos a filarmônica de Cruzeta, (que é a mãe da nossa) num lindo evento no Ginásio Arena do Morro. Também devemos salientar que a curva declinante da violência continuou em 2016, após o declínio de 2015. Voltamos a ter no bairro eventos abertos, samba, jantar de confraternização da Padroeira Nossa Senhora da Conceição, dentre outros, sem a necessidade da presença do policiamento!
Quem diria que chegaríamos a isso? E chegamos.
Toda a comunidade está de parabéns, pois essa é uma conquista de todos. Como integrante do Centro Sócio-pastoral Nossa Senhora da Conceição, vejo essa vitória coletiva com a satisfação de ver frutos de um longo trabalho. E de ver também que há, como na música, projeto que vem sendo dinamizado com muito carinho pelo padre Robério, novos frutos que colheremos em alguns meses e que ficarão cada vez mais doces ao longo do tempo, quando essa criançada for crescendo e se aperfeiçoando na música.
Porém antes que o ano se encerre temos uma luta: garantir o uso público do platô da ZPA 10 para ali fazermos um belo parque municipal, dedicado aos idosos e dotado de áreas para a prática de atletismo, um fantástico complemento para o ginásio. Claro que o proprietário atual deve ser indenizado, pois o propósito não é prejudicá-lo, mas beneficiar o bairro e a cidade.
Um Feliz Natal a todos. E que a bela história daquele menino pobre que nasceu numa manjedoura não seja apenas uma vaga imagem, mas um norte para o que devemos fazer de nossas vidas!



terça-feira, 13 de dezembro de 2016

IFRN promove Colônia de Férias no Arena do Morro

Começaram na última segunda-feira, 12, e se estenderão até o dia 30 de dezembro, as inscrições para a colônia de férias "Brincando com Esporte". A ação será realizada em janeiro de 2017 pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) no ginásio poliesportivo Arena do Morro em Mãe Luiza.
A colônia de férias destina-se a crianças e jovens de 6 à 17 anos, que morem na comunidade ou imediações.
As inscrições estão ocorrendo no Centro Sócio-pastoral, das 9h às 12h e das 14h ás 17h. Ao todo serão disponibilizadas 100 vagas. É necessário apresentar no ato da inscrição: foto 3x4, xerox do CPF, RG (dos responsáveis), Comprovante de residência.
Mais informações: 3202-2992.



sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Ecos da 8ª Mostra Cultural da Casa Crescer e Espaço Livre

A 8ª Mostra Cultura da Casa Crescer e Espaço Livre, espaços de ensino do Centro Sócio-pastoral Nossa Senhora da Conceição, aconteceu na última quarta-feira, 30, na praça de Mãe Luiza. Foi um momento muito importante, no qual os alunos das duas escolas puderam mostrar à comunidade o fruto do que foi estudado nos projetos pedagógicos ao longo do ano. 
Tendo como tema "O planeta é nossa Casa Comum: responsabilidade de todos nós", a mostra discutiu os diversos problemas sociais e ambientais, partindo da comunidade para o mundo. 


Nos estandes da Casa Crescer foi possível ler e ver, textos e materiais, sobre: alimentação saudável; saneamento básico; lixo: como reciclar e reutilizar; jornal mural ambiental, com matérias sobre o cuidado com o meio ambiente; papel na arte e na poesia. 



 Já os textos da Espaço Livre trouxeram às temáticas: os peixes, os pássaros e as plantas da mata atlântica; o eu e as formas de habitação e moradia.


Na parte cultural os alunos recitaram poemas, cantaram músicas e paródias sobre o cuidado com o meio ambiente. Apresentaram esquetes sobre alimentação saudável e dançaram com o grupo de idosas "Flor de Jacarandá", do Espaço Solidário. Perfeito momento de integração entre as diversas gerações.

MANHÃ

 TARDE